sábado, 18 de setembro de 2010

Tempo de guri

Música gaúcha

Tempo de Guri
Tom: A
A                                E
Tenho saudade do meu tempo de guri
                              A
Quando cedinho eu saía prá escola
                                    E
De calça curta, pé no chão e bem faceiro
                                  A
Do lado esquerdo pendurado uma sacola
          B7                        E
E dentro dela meus livros para estudar
          D                      A
E um bonezinho para poder jogar bola
       D                    A
E na saída com minha namoradinha
         E                     A
Pela estrada eu voltava bem paxola.
       D                    A
E na saída com minha namoradinha
         E                     A
Pela estrada eu voltava bem paxola.


B7                    E
Tenho saudade das tardes ensolaradas
           D                        A
Ir para o campo jogar com meus amiguinhos
                                 E
E nos domingos um ir prá casa do outro
                                 A
Fazer bodoque prá caçar os passarinhos
          B7                   E
Tenho saudade de armar uma arapuca
        D                        A
No arvoredo prá caçar o joão-barreiro
          D                      A
Ver um lagarto melando uma lixiguana
            E                      A
No pé de anjico lá no fundo do potreiro
          D                      A
Ver um lagarto melando uma lixiguana
            E                      A
No pé de anjico lá no fundo do potreiro


B7                     E
Tenho saudade de buscar água na fonte
            D                      A
Para o meu velho preparar o chimarrão
                                  E
Montar em pelo no meu petiço bragueado
                                   A
Buscar as vacas de noitinha no galpão
        B7                      E
Infelizmente tudo ficou tão distante
                D                      A
Porque hoje eu vivo no entrevero da cidade
           D                         A
Só resta agora com os meus cabelos brancos
         E                          A
Ir recordando prá não morrer de saudade
           D                         A
Só resta agora com os meus cabelos brancos
         E                          A
Ir recordando prá não morrer de saudade

Nenhum comentário: