domingo, 6 de março de 2011

Zilo e Zalo

Zilo e Zalo
Zilo e Zalo - Dupla sertaneja formada pelos irmãos Aníbio Pereira de Sousa, o Zilo (Santa Cruz do Rio Pardo SP 1935—) e Belizário Pereira de Sousa, o Zalo (Santa Cruz do Rio Pardo 1937—). Passaram toda a infância no sitio que seus pais possuiam na terra natal. Começaram a cantar ainda meninos, respectivamente com 11 e 9 anos, em bailes e coretos de igreja nos fins de semana.

Em 1954 estrearam em rádio num programa da Rádio Difusora, em Santa Cruz do Rio Pardo. Nesse mesmo ano, mudaram-se com a família para São Paulo SP e, no ano seguinte, ficaram entre os dez primeiros colocados do Festival Jubileu de Prata, da Rádio Record. Logo começaram a cantar no programa Casa dos Fazendeiros, na Rádio Cultura.


Em 1956 foram levados por Zacarias Mourão para a Rádio Bandeirantes, na qual permaneceram até 1961. Em 1959 foram convidados por Cascatinha, então diretor artístico da Todamérica, para gravar seu primeiro disco, um 78 rpm com as músicas A volta do seresteiro (Zalo e Benedito Seviero) e Adeus do mineiro (Teddy Vieira e Piraci). Em seguida, gravaram as músicas Violão amigo (Zilo e Benedito Seviero) e Castigo
merecido (Zalo e Alcindo Machado). Com o êxito de A volta do seresteiro, a dupla foi contratada pela Continental, na qual lançaram vários sucessos. 

Em 1961 transferiram-se para a Rádio Nove de Julho e, dois anos depois, assinaram contrato com a Rádio Nacional (atual Rádio Globo), permanecendo aí até 1973. Ainda na década de 1960, a dupla gravou com grande êxito um LP só de tangos. 

Em 1965 lançaram pela Chantecler a música Grande esperança (Goiá e Francisco Lázaro); o sucesso foi tão grande que a gravadora lançou um compacto no mercado internacional, o que os transformou na primeira dupla sertaneja a vender discos no exterior. 

Em 1973 assinaram contrato com a Rádio Record, de São Paulo, na qual permaneceram até 1982. 

Com mais de 400 músicas gravadas em toda a carreira, a dupla lançou vários sucessos, entre os quais O milagre do ladrão (Zilo e Leo Canhoto), Alma inocente (Zalo e Benedito Seviero), Tango da meia-noite (Zilo e Benedito Seviero), A vingança do caçador (Teddy Vieira e Zalo), Alma do Ferreirinha (Zilo e Jeca Mineiro), Feitiço espanhol (Goiá e Zacarias Mourão), Castelo de areia (Carreirinho), Encontro milagroso (Leo Canhoto) e Guardarei teu coração (Dino Franco e Osvaldo Ribeiro). De autoria da própria dupla, destaca-se o sucesso Queixas de amor

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha - 2a. Edição - 1998 - São Paulo.

Nenhum comentário: