domingo, 6 de março de 2011

Zico e Zeca

Zico e Zeca
Zico e Zeca - Dupla sertaneja formada por Antônio Bernardes da Costa (Itajobi SP 1931—), o Zico, e Domingos Paulino da Costa (Itajobi 1932—), o Zeca. Ainda crianças, cantavam em festas dominicais, quermesses e circos que chegavam à sua cidade natal.

Em 1947 começaram a cantar na Rádio Novo Horizonte, de Itajobi. Mudaram-se para São Paulo SP em 1952, a convite da Rádio Bandeirantes, na qual, em 1953, participaram do programa Serra da Mantiqueira, de Sílvio Mota. Logo após, ganharam um programa exclusivo: Palhinha ao Sertão.

Em 1954 assinaram contrato com a Columbia, hoje CBS, e gravaram seu primeiro 78 rpm, contendo Pracinha (Teddy Vieira) e Besta bailarina (Teddy Vieira e Capitão Barduíno). 


Ao longo da carreira, lançaram 38 discos. Dentre estes, destacaram-se: LP Zico e Zeca (Columbia, 1964), com a toada A enxada e a caneta (Capitão Balduíno e Teddy Vieira), a moda-de-viola Namoro no portão (Teddy Vieira e José Maria Gomes) e a toada Capelinha do Chico Mineiro (Teddy Vieira e Biguá); LP Aquela carta (Chantecler, 1967), com a toada Sinhá Juana (Francisco Lacerda e Teddy Vieira) e o cururu Duas balas de ouro (Lourival dos Santos). 

Em 1967, com a música Catira (José Di e Michel), a dupla ganhou o Festival de Música Sertaneja da TV Globo. Em 1968 foi lançado o LP Volume 3, pela Chantecler, com a moda- de-viola Velho peão (Sulino e Moacir dos Santos) e as valsas Querer bem (Zico e Tuta) e Dona Jandira (Zico e Zeca), maior sucesso da dupla, transformada em peça de teatro. 

Em 1973, a dupla lançou o LP Caminhos da vida, pela Continental, com a música-título, toada de Paulo Sérgio e Tony Damito, o balanço Adeus Pelé da seleção (Edward e Zico) e a toada Só tenho uma viola (Lourival dos Santos e Zeca). 

Lançaram em 1974 o LP Dona felicidade, pela Continental, com a moda-de-viola que dá título ao LP, de Teddy Vieira, a valsa Mágoa (Zeca e Dino Franco) e a moda-de-viola Moreninha flor do ipê (Zeca e Tato). 

Em 1978 foi a vez do LP Menina graciosa, pela Beverly/Copacabana, com a música-título, balanço de Zeca e Zê Matão, e o samba Capela (Zezito e Zeca). A dupla lançou um LP pela Tocantins, em 1980, com o cateretê Desprezo e a toada Saudade (ambas de Priminho e Zico) e o cururu O pracinha (Teddy Vieira e Serrinha). No mesmo ano, interromperam as atividades artísticas, só retornando aos shows em 1998. 

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha - 2a. Edição - 1998 - São Paulo.

Nenhum comentário: