sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Lourenço e Lourival



Lourenço e Lourival - Dupla sertaneja formada pelos irmãos Arlindo Cassol (Ribeirão Preto SP 1937—) e Antônio Cassol (Ribeirão Preto 1939—). Ingressaram no meio artístico ainda adolescentes, na Rádio 79 de Ribeirão Preto, com o nome de Maurinho e Toninho.

O reconhecimento do valor da dupla e o incentivo dos amigos os encheram de coragem, levando-os a tentar a sorte na capital paulista em 1960, ano em que gravaram, pela Odeon, seu primeiro disco, ainda em 78 rpm, já com o nome que os consagraria.

Na mesma época, faziam apresentações em programas das rádios Capital, Cometa, Nove de Julho, América, Nacional (atual Globo) e Record, sendo que nesta última permaneceram por dez anos com o programa Linha Sertaneja Classe A. Pela mesma gravadora, ainda lançaram mais dois discos em 78 rpm cujos títulos e registros se perderam.

De 1964 a 1967 gravaram três LPs pela gravadora Cartaz (Lourenço e Lourival — versão 1 e versão 2, com nova roupagem, e Velho amor) e, a partir de 1968, passaram a trabalhar com a gravadora Chantecler, pela qual lançaram 27 LPs, entre os quais As vozes de cristal, Solidão, Destino de caboclo, Lourenço e Lourival, Não maltrates meu coração, Os grandes sucessos de Lourenço e Lourival, Os grandes sucessos de Lourenço e Lourival 2 e As 20 mais de Lourenço e Lourival

Em 1988 tiveram sua primeira passagem pela RGE, na qual gravaram três LPs (Os três boiadeiros japoneses, Toshiro e Tanaka e Eu preciso de você). 

Em 1992 lançaram o primeiro CD pela gravadora MM (Lourenço e Lourival), voltando para a RGE logo em seguida para lançar Amor distante, Meu reino encantado e Canga do tempo, em 1997, sendo que o último traz algumas músicas bem características da dupla, como a música-título (José Fortuna e Paraíso), Noite inesquecível (Luís de Castro e Muniz Teixeira), Mulher do mistério (Carreirinho) e O diploma e o chapéu (Tião do Carro e Caetano Erba). 

Seus títulos mais antigos estão sendo relançados, como é o caso de A cruz que carrego e Condenado por amor, ambos pela Chantecler, enquanto a dupla viaja por todo o Brasil apresentando-se em parques de exposições, festas de peões etc. 

Em 2005, participaram da trilha sonora da novela América, apresentada pela TV Globo, com a música Mágoa de Boiadeiro, de Nonô Basílio e Índio Vago.

Nenhum comentário: