domingo, 26 de setembro de 2010

O vento

Os Monarcas

Num mundo com tantas doenças. 
O povo com pouca crença.
Eu venho pedir cantando 
em sentimentos e versos. 
Eu venho pedir ao vento, 
dar uma volta no universo.

( E  B7  E   B7   E ) 
Pedi ao vento que leve fartura aonde tem miséria.
Pedi ao vento que leve um beijo nos lábios dela.

O vento foi, o vento vem, será que o vento já me atendeu,
só resta agora você me entender que este vento e o nosso Deus. 

Pedi ao vento que salve os jovens perdidos nas drogas. 
Pedi ao vento que espalhe nos céus o perfume da rosa.    
Pedi ao vento que toda nação seja gloriosa. 
Pedi ao vento proteção ao filho da mãe amorosa.

O vento foi, o vento vem, será que o vento 
já me atendeu, só resta agora você
me entender que este vento e o nosso Deus.
                         
Pedi ao vento para acalmar as ondas dos sete mares. 
Pedi ao vento que leve harmonia a todos os lares.
Pedi ao vento que leve embora a impureza dos ares. 
Pedi ao vento em, orações que fiz nos altares.

O vento foi, o vento vem, será que o vento já me atendeu, 
só resta agora você me entender que este 
vento e o nosso Deus. 

Pedi ao vento para nos conduzir nas estradas da vida. 
Pedi ao vento que encontre a criança desaparecida. 
Pedi ao vento que de ao doente, conforto e guarida. 
Pedi ao vento que a minha prece seja ouvida.   
             
O vento foi, o vento vem, será que o vento já me atendeu, 
só resta agora você me entender que este 
vento e o nosso Deus.

Nenhum comentário: