quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Noel Guarany


Noel Guarany (Noel Borges do Canto Fabrício da Silva), cantor, compositor, instrumentista e folclorista, nasceu em Bossoroca, distrito de São Luís Gonzaga, RS, em 26/12/1941, e faleceu na cidade de Santa Maria, RS, em 6/10/1998. Estreou como compositor em 1957, com a música Fandango na fronteira, inspirada em motivos folclóricos.


Aos 18 anos empreendeu viagem por vários países da América do Sul, cantando e tocando viola em troca de comida. Depois de um ano, voltou ao Brasil para cumprir o serviço militar; em seguida, viajou novamente, pesquisando as músicas dos países sul-americanos até 1964.

Em 1965 passou a dedicar-se à pesquisa da música rural gaúcha. Ainda em 1965 participou de um festival latino-americano de folclore em que desenvolveu trabalhos com Osvaldo Sousa e Aníbal Sampaio, duas das maiores autoridades sul-americanas em cancioneiro guarani.

Em 1971 lançou sua obra poética e musicada Filosofia de gaudério, gravando no mesmo ano seu primeiro LP no selo Premier. Em 1973 gravou na Phonogram o LP Destino missioneiro, e dois anos depois o LP Noel Guarany sem fronteiras, na Coronado, com as músicas Filosofia de gaudério e Chimarrita sem fronteira, entre outras.

LP Noel Guarany Sem Fronteira 1975
Participou do segundo volume da série Música popular do Sul, da Marcus Pereira, cantando, além de Filosofia de gaudério, Potro sem dono, de Paulo Portela Fagundes.

Gravou ainda os discos Alma, garra e melodia, em 1981, pela Marcus Pereira, e Noel Guarany e os missioneiros, em 1988, pela Discoteca.

Cada vez mais debilitado por uma doença degenerativa no cérebro, permaneceu recolhido em seu sítio na localidade de Vila Santos, na cidade de Santa Maria. Morreu no dia 06 de outubro de 1998, na Casa de Saúde de Santa Maria, tendo sido enterrado em Bossoroca, sua terra natal.

Playlist Noel Guarany - Sem Fronteira - 1975:



Fontes: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolhas - 2a. Edição - 1998; Música gaúcha para download - Noel Guarany.

Nenhum comentário: