terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Luís de Castro

Luís de Castro
Luís de Castro, compositor e cantor, nasceu em Campos do Meio, MG, em 11/12/1936. Criado no sertão mineiro, conviveu desde pequeno com poetas e violeiros.

Ainda adolescente, compôs sua primeira música, Somente tu, originalmente um tango. Essa composição seria gravada em 1960, por José Orlando, com imediato sucesso para o compositor e numerosas regravações, inclusive por Cascatinha e Inhana e Albertinho Fortuna.

Gravou um LP pela RC, em 1965, Meu pedacinho de chão, com destaque para a música-título, A noite de nós dois e O último trago, todas de sua autoria.

Na década de 1970, formou com Tupi uma dupla que gravou o LP Pedacinho de chão (discos Popular, s.d.). Como radialista, atuou na Rádio Clube de Varginha MG (1973 a 1975), na Rádio Jornal Sul de Minas, de Bueno Brandão MG (1976 a 1978), e, a partir de 1979, na Rádio Clube de Pouso Alegre MG, comandando o programa Domingão Sertanejo.

Escreveu mais de duas mil músicas ao longo de sua carreira. Tem composições gravadas por Tonico e Tinoco, Sérgio Reis, Chitãozinho e Xororó, Milionário e José Rico, Pedro Bento e Zé da Estrada, Belmonte e Amaraí, e outros.

Em 1995 lançou seu primeiro disco individual, um CD (Brasidisc) com dez canções de sua autoria, todas elas engraçadas, cheias de bom humor.

Como compositor, obteve seus maiores êxitos com Jardim da natureza e Sofá velho (gravadas por Lourenço e Lourival), Jamais terei ilusão, Somente tu e Tu sempre tu (gravadas por Cascatinha e lnhana), Alma aventureira, Cantinho do coração, Galopeira, Obrigado coração (gravadas por Caçula e Marinheiro).

Entre outras, em parceria com Benedito, compôs Teu adeus e Um pouquinho de amor (gravadas por Tibagi e Miltinho); com Tião Carreiro, Aquela ingrata, Encantos da natureza, Quando cai a chuva, Feliz casamento, Lá onde eu moro (todas gravadas pela dupla Tião Carreiro e Pardinho); com Pedro Bento, Casa vazia, Amor proibido, Ternura dos teus beijos; com Muniz Teixeira, Bailinho do sertão, Noite inesquecível, Zero a zero, Último peão; com Jeca Mineiro, Lembranças que o tempo não apaga e Agora tudo bem; com Miltinho, Brotinho encantador, Amar- te-ei eternamente e Teu orgulho.

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha.

Nenhum comentário: