quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Brinquinho e Brioso

Brinquinho e Brioso
Brinquinho e Brioso - Dupla sertaneja formada em São José dos Campos, SP, em 1939 por Tésis dos Anjos Gala, o Brinquinho (São Paulo SP 1915—id. 1977), e Euclides Honorato da Costa, o Brioso (São José dos Campos 1913—id. 1991).

Trabalhavam na prefeitura dessa cidade e cantavam músicas de Alvarenga e Ranchinho, este irmão de Tésis, quando foram apelidados pelo prefeito de Brinquinho e Brioso, por estarem sempre juntos, como uma junta de bois do mesmo nome de sua fazenda. 

Em 1939 apresentaram-se como artistas ao lado de Cornélio Pires. No ano seguinte a dupla foi contratada pela Rádio Atlântica, de Santos SP, seguindo depois para emissora de Niterói RJ. 

De volta a São Paulo em 1942, lançou pela Columbia seu primeiro disco, Poetas da moda (com Armando Rosas) e Vidinha da roça (da dupla). Cantou no programa de Blota Júnior, Feira de Amostras, na Rádio Cruzeiro do Sul, e fez uma temporada na Rádio Tupi, do Rio de Janeiro.

Em 1945, a dupla apresentou- se em Recife PE, Salvador BA e na base militar de Fernando de Noronha. 

Entre as composições da dupla destaca-se a marcha A sanfona da véia (com Raul Torres), o maior sucesso cantado de Mazzaropi — incluída em 1970 no filme Mágoas de caboclo, produzido e dirigido por Ari Fernandes —, e, no ano seguinte, no filme Betão ronca ferro, de Mazzaropi.

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha.

Um comentário:

Marivan disse...

linda homenagem, a dupla ai eu não conhecia, mais pelo jeito parace que animava muita gente