sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Luizinho, Limeira e Zezinha

Luizinho, Limeira e Zezinha
Luizinho, Limeira e Zezinha - Trio formado por Luiz Raimundo, o Luizinho (São Paulo SP 1916—id. 1983), Ivo Raimundo, o Limeira (São Paulo 1924—) e Carmela Bonano, a Zezinha (São Paulo 1928—).

Em 1939, o barbeiro Luizinho foi convidado por Mariano, da dupla Mariano e Caçula, para formar a nova dupla Mariano e Luizinho, gravando na Columbia o primeiro disco, em 1940, com Morro do Jaraguá, de João Grande (João Batista), e Nuvens que passam (da dupla).


Em 1943 a dupla lançou pela Continental Coco baiano (Mariano), e A pipa está no morro (João Grande), além de regravar Morro doJaraguá e Nuvens que passam, esta como composição de Mariano e Alcides Morais. 

Quando a dupla se desfez, Luizinho escolheu para companheiro Valdemar de Franceschi, o Nenete, que deixou o Trio Saudade (formado com Ninão e Nininho) para ser o Limeira da nova dupla. 

Entre 1952 e 1954 lançaram pela Victor Mil e quinhentas cabeças (Anacleto Rosas Júnior), Rosa de sangue (Ado Benatti e Luizinho) e Tapera caída (João Pacífico). 

Quando Valdemar de Franceschi deixou a dupla, o irmão de Luizinho tomou seu pseudônimo, transformando-se o duo, com a entrada da acordeonista Carmela Bonano, em trio, que continuou a gravar na Victor interpretações como As três lágrimas (Serrinha e Campos Negreiros), É a lei (Nhô Pai e Luizinho), Sagrado ofício (Ado Benatti e Teddy Vieira) e o cururu O menino da porteira  (Teddy Vieira e Luizinho). 

Em 1982, o conjunto lançou pela Chantecler um LP em que, além de músicas inéditas, foram regravadas Menino da porteira (Teddy Vieira e Luizinho) e Pretinho sábio (Palmeira e Teddy Vieira). 

Com a morte de Luizinho, em 1983, o grupo encerrou a carreira. 

Em 1996 a Chantecler lançou o CD Os grandes sucessos de Luizinho, Limeira e Zezinha e, no ano seguinte, saiu pela BMG o CD Luar do Sertão, com destaque para Menino da porteira (Teddy Vieira e Luizinho), O sino de Três Lagoas (Pretinho Aleijado) e Lenço preto (Teddy Vieira e Lauriano). 

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha - 2a. Edição - 1998.

Nenhum comentário: