sábado, 16 de outubro de 2010

A mão direita

A mão Direita (cantiga infantil)

É uma roda de crianças e uma menina do lado de fora. As da roda cantam:

Na mão direita }
Tem uma roseira, } bis

Que bota rosa }
em mês de maio } bis

Entrai, entrai }
Bela roseira } bis

Fazei careta
Pra quem não gostais
E abraçais quem gostas mais.

Quando cantam - entrai, entrai, - a criança que está fora passa para o centro da roda. E todas cantam:

Amor eterno }
Que farei na roda } bis

Entorta lá,
Qu'eu entorto cá,
Saia da roda
Para outra entrar.

Ao dizerem - entorta lá, qu'eu entorto cá - todas se requebram, com as mãos nos quartos. Por fim, a do centro abraça outra criança, que será a seguinte a entrar na roda (Noemi Noronha. Natal, RN, 14 de abril de 1947).

Fonte: Extraída de uma série de cantigas infantis, registradas por Veríssimo de Melo em Rondas infantis brasileiras (São Paulo, Departamento de Cultura, 1953) - Jangada Brasil - Realejo.

Outra versão:

A mão direita tem uma roseira,
A mão direita tem uma roseira
Que dá flor na primavera,
Que dá flor na primavera.

Entrai na roda, ó linda roseira !
Entrai na roda, ó linda roseira !
Abraçai a mais faceira,
Abraçai a mais faceira.

A mais faceira eu não abraço,
A mais faceira eu não abraço,
Abraço a boa companheira,
Abraço a boa companheira.